História: 1° de Abril, Militares assumem

     No dia 01 de abril é lembrado do inicio do golpe militar de 1964. A história do Brasil é uma história de eterna resistência. A independência foi conquistada, mas a sua soberania de fato ainda está longe de ser consolidada pelo brasileiro. O povo ainda age como coadjuvante e não como protagonista dos rumos do País.
     É um erro histórico colocar a culpa de 1964 apenas nos militares. O golpe, antes de mais nada, foi civil. Segmentos contrários à política de João Goulart o tiraram do poder. A impaciente esquerda na época não interpretou corretamente o momento e foi para a rua pressionar o presidente a realizar as reformas de base. UDN, empresários e Igreja Católica incentivaram a classe média conservadora a ir protestar. Sem esquecer da Guerra Fria, em que os Estados Unidos não queriam perder sua influência na América Latina e temiam outra revolução socialista no continente.
     O golpe partiu dos setores conservadores da sociedade, que obtiveram apoio dos militares descontentes com Goulart. O Brasil vivia uma democracia até aquele momento. A imprensa era livre. Mas o povo, acostumado com o populismo paternalista, acomodou-se e não saiu em defesa de Jango, O povo só olhou de longe, deixou Jango sozinho. A ditadura instalou-se, perseguindo intelectuais e políticos de esquerda (e até de direita).
História: 1° de Abril, Militares assumem História: 1° de Abril, Militares assumem Reviewed by EEB Julius Karsten on 19:58 Rating: 5

Nenhum comentário:

Will Web Master. Imagens de tema por merrymoonmary. Tecnologia do Blogger.